Granulação e secagem: a escolha dos excipientes importa

As formas de dosagem sólidas são feitas de ingredientes farmacêuticos ativos (API) e excipientes que influenciam o processamento do pó e a qualidade da forma de dosagem final. O sucesso de processos de várias etapas, como formação de comprimidos e enchimento de cápsulas, depende principalmente dos parâmetros do instrumento e do manuseio de pó em etapas intermediárias, como granulação (húmida, seca) e secagem. Este relatório de aplicação examina a capacidade de absorção de umidade dos excipientes moídos e peneirados com lactose e metilcelulose, a fim de estimar seu comportamento durante a granulação úmida. Os mesmos excipientes também foram testados em diferentes temperaturas para reproduzir o efeito de secagem. Foi investigado como a quantidade de umidade adsorvida durante a granulação úmida e o efeito da temperatura durante a secagem consecutiva têm um impacto nas características de fluxo e compressão.

Pode consultar o artigo completo abaixo.

Documentos associados

Este site armazena cookies no seu equipamento, utilizados para melhorar a sua experiência de navegação. Ao avançar concorda com a sua utilização e com a nossa Política de Privacidade. Saber mais